segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Onde está o Controle de Qualidade?

Quem nunca comprou um bombom ou bolo que estava com sabor duvidoso ou com um pequeno azuladinho de mofo?

É fácil notar a aceitação e aderência dos profissionais da alimentação aos conceitos inovadores, sejam eles chefs, empresários ou confeiteiros. Entre eles, notamos o apelo aos produtos orgânicos, diet, light e ao shelf life.

Minhas dúvidas estão em relação à credibilidade destes conceitos nos produtos oferecidos. Quem garante a veracidade dos produtos oferecidos serem efetivamente diets, light ou apresentarem o shelf life adequado? Será que os órgãos fiscalizadores são eficazes para garantir segurança ao público?

Minha colocação inicial convida-os a refletir sobre os padrões de qualidade oferecidos pelo mercado. Acho que ainda falta muito em matéria de preparo nas cozinhas e nas escolas.
Quando o cliente se sente inseguro ele opta por um produto industrializado, já que este oferece uma segurança maior. O produto artesanal, apesar do seu design e proposta diferenciada, por vezes carece do padrão de qualidade desejado. Existem técnicas que podem ser utilizadas para a obtenção de maior longevidade dos produtos, sem a necessidade de utilizar conservantes.

Lembre-se que o padrão de qualidade é o que faz o cliente voltar.

2 comentários:

  1. Essa é uma preocupação que aflinge nós, consumidores. Até que ponto podemos confiar? Será que precisamos errar uma vez, ficarmos constrangidos ao comprar um produto ruim para saber quais os lugares não confiáveis?

    ResponderExcluir
  2. Anônimo03:01

    controle de qualidade na cozinha
    controle de qualidade padaria

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...